quinta-feira, 5 de julho de 2012

Mialgia de Trapézio

Quem nunca sentiu dor na região posterior do ombro ou sofreu com um torcicolo algum dia? A mialgia de trapézio retrata exatamente estas dores. Quem nunca as sofreu, pode se considerar uma pessoa muito feliz. As sensações, às vezes, podem apenas se apresentar como cansaço ou peso na região posterior do ombro e/ou pescoço, na região entre o ombro e pescoço, ou ainda, irradiar para o membro superior (braço) do mesmo lado. Quando se manifesta em forma de dor pode ser bastante incômoda, principalmente ao permanecer longo período lendo ou digitando no computador.

O trapézio é um músculo grande, que começa na nuca, desce até mais ou menos o meio das costas e também na altura do ombro posterior. Tem uma forma que lembra um losango ao olhar os dois lados (direito e esquerdo) juntos. É responsável por alguns movimentos do ombro e cabeça, por isso, ao permanecer por períodos prolongados em uma posição ruim ou ao dormir de mal jeito, pode desencadear dor e travar a movimentação do pescoço.

A dor pode ser desencadeada por vários motivos: dormir de mal jeito, posições inadequadas quando se trabalha na frente de um computador ou durante a prática desportiva; má postura, principalmente ao realizar alguma atividade física onde irá exigir maior esforço da coluna e ombros; dirigir por longo período segurando na parte alta do volante; exposição à correntes de ar frio.

Muitas vezes, uma simples dor no ombro pode ser desencadeada pelo trapézio que, de alguma forma, irá sobrecarregar a articulação desenvolvendo dor. Assim, a dor pode irradiar para todo o membro superior causando incômodo para realizar atividades cotidianas como comer e escrever. Também podem aparecer nódulos de tensão muito dolorosos, tornando necessário a dissolução dos mesmos para um melhor alívio do quadro.

Enfim, essa é uma dor muito incômoda por diversos fatores e pode limitar movimentos do pescoço e membro superior. Muitas vezes, da mesma maneira que a dor veio ela se vai, entretanto, em outros casos, se faz necessário o uso de relaxante muscular e/ou antiinflamatório (se prescrito pelo médico), fisioterapia, acupuntura ou mesmo uma massagem para alívio do quadro doloroso.

Na expectativa que nenhum de vocês sofra deste mal, seguem algumas indicações no sentido de orientar a melhor maneira de evitá-lo:

- alongamento do pescoço diariamente ao acordar e durante o dia se você trabalha longos períodos escrevendo, lendo ou na frente de um computador;

- fortalecimento muscular do trapézio e musculatura do ombro, seguindo as orientações do professor de educação física da sua academia;

- melhor adequação possível da postura no ambiente de trabalho e durante as atividades físicas e desportivas.

Se você faz parte do quadro de pessoas que sente esta dor, procure um médico para melhor diagnosticar o caso e os profissionais que poderão auxiliar no alívio da dor. Mas, se você for uma pessoa de sorte e que não sofre deste mal, siga as orientações e previna-se de maiores transtornos no futuro.

Desejo a todos uma ótima semana e até a próxima!

  

3 comentários:

  1. Adorei! Qual tipo de massagem posso fazer?

    ResponderExcluir
  2. Gostei da orientação! Obrigada.
    Infelizmente eu sofro deste mau, já fiz RPG, fisioterapia, alongamentos, etc. E infelizmente tenho de fazer o uso constante de anti-inflamatórios senão não consigo fazer absolutamente nada!

    ResponderExcluir
  3. Tenho uma inflamação no quadril. faço acupuntura e osteopatia, consegui mim livrar dos remédios e das dores!:)

    ResponderExcluir